Notícias

Perímetro florestal da Serra de Sintra com trânsito condicionado devido a risco de incêndio

O presidente da Câmara Municipal de Sintra determinou, esta tarde, o condicionamento do trânsito no interior da zona florestal da Serra de Sintra a partir das 00h00 de sexta-feira,13 de agosto, até às 23h59 de segunda-feira, 16 de agosto.

As cinco cancelas do sistema de Proteção Civil do município, que estão integradas no perímetro florestal da Serra de Sintra, serão fechadas durante este período.

A decisão surge na sequência de:
• Previsão para o concelho de Sintra de Risco de Incêndio Rural ELEVADO para este fim-de-semana;
• Nos encontrarmos dentro do Período Crítico de Incêndios Rurais [até 30 de setembro];
• Urge proteger quem vive e visita Sintra com a adoção de medidas adequadas no âmbito da Proteção Civil;
• Urge preservar a Serra de Sintra, Paisagem Cultural Património Mundial UNESCO, e defendê-la para as gerações vindouras.

Durante este período continuam a poder circular: veículos de socorro, de emergência e das entidades integrantes do Sistema Municipal de Proteção Civil.

A Serra de Sintra integra uma região de proteção classificada sensível ao risco de incêndio florestal, caracterizada por um elevado número de visitantes. Torna-se assim fundamental acautelar a sua proteção, manutenção e conservação considerados objetivos do interesse público, de âmbito mundial, nacional e municipal.

A situação de interdição do trânsito nas vias municipais do Perímetro da Serra de Sintra, será avaliada, de 12 em 12 horas, podendo a interdição ser agravada ou desagravada, tendo em conta as condições que se possam vir a registar.

CONSULTE O MAPA DE INTERDIÇÃO ATUALIZADO



COVID-19 | Levantamento de restrições

O Governo decidiu estabelecer um plano de levantamento gradual das medidas restritivas a partir de dia 1 de agosto.

O diploma estabelece um novo regime de desconfinamento que passa a ser igual em todo o território continental. O diploma define as novas fases no âmbito da estratégia gradual de levantamento de medidas de combate à pandemia da doença Covid-19, que considera vários fatores, incluindo a percentagem de população com vacinação completa.

Desta forma, a partir de 1 de agosto:

  • eliminam-se as limitações à circulação na via pública a partir das 23h;
  • o teletrabalho deixa de ser obrigatório e passa a ser recomendado sempre que as funções em causa o permitam;
  • reabrem-se a generalidade das instalações, estabelecimentos e equipamentos que estavam encerrados, com exceção das discotecas, salões de dança ou de festa ou outros locais ou instalações semelhantes, e dos desfiles e festas populares ou manifestações folclóricas ou outras de qualquer natureza;
  • os estabelecimentos de restauração e similares ou os equipamentos culturais e desportivos passam a funcionar de acordo com o horário do respetivo licenciamento, com o limite das 02h00, ficando excluído o acesso ao público para novas admissões a partir da 01h00,
  • Os bares e outros estabelecimentos de bebidas sem espetáculo e os estabelecimentos de bebidas podem funcionar, com sujeição às regras estabelecidas para o setor da restauração e similares;
  • no que respeita ao número de pessoas por mesa nos restaurantes, passa a aplicar-se em todo o território nacional continental a regra do máximo de 6 pessoas por mesa no interior ou 10 pessoas nas esplanadas;
  • os estabelecimentos de comércio a retalho passam a funcionar de acordo com o horário do respetivo licenciamento;
  • espetáculos culturais com 66% de lotação;
  • passam a ser aplicáveis em todo o território nacional continental as regras relativamente à testagem ou apresentação de certificado Digital Covid para efeitos de serviço de refeições no interior dos estabelecimentos de restauração, aos sábados, domingos e feriados, bem como às sextas-feiras a partir das 19:00h;
  • mantêm-se as regras atuais referentes a medidas sanitárias e de saúde pública (designadamente as relativas ao confinamento obrigatório, ao uso de máscaras ou viseiras, ao controlo da temperatura corporal e à realização de testes), bem como as medidas aplicáveis em matéria de tráfego aéreo, aeroportos e fronteiras terrestres, marítimas e fluviais.

Leia o comunicado na íntegra AQUI

Dia Mundial de Prevenção do Afogamento

As Nações Unidas promulgaram o dia 25 de julho como o Dia Mundial de Prevenção do Afogamento como forma de alerta para o risco de afogamento.

Assim, esta data assinalou-se em todo mundo, pela primeira vez em 2021 e a escolha da data coincide com o período de verão e de férias, onde milhões de famílias vão às piscinas, lagos, rios e praias.

Segundo a OMS - Organização Mundial da Saúde durante os últimos 10 anos morreram cerca de 2,5 milhões de pessoas afogadas. O afogamento continua a ser uma das principais causas de morte acidentais, constituindo um problema de saúde pública em que a prevenção é fundamental.

Em Portugal o afogamento continua a ser a 2ª causa de morte acidental nas crianças, a grande maioria tem lugar em locais não-vigiados, como rios, lagos, poços, piscinas e reservatórios para armazenamento de água.

De acordo com as recomendações da ONU e da OMS com vista a atingir o objetivo inserido na agenda 2030 para a Humanidade - para a Prevenção do Afogamento, a Neptune Serenity - Associação de Prevenção do Afogamento, lançou um documento de contribuição a nível global que promove a prevenção para o risco de afogamentos, e que está disponível na página da WHO-Word Health Organizations.

COVID-19 |Consulte os tempos de espera nos Centros de Vacinação

Os Centros de Vacinação em território nacional começaram a funcionar com semáforos virtuais que estimam os tempos de espera com base na afluência de utentes.

Por forma a facilitar a consulta dos tempos de espera, a Câmara Municipal de Sintra, disponibiliza esta informação no website do Serviço Municipal de Proteção Civil. Consulte os tempos de espera nos Centros de Vacinação do concelho de Sintra AQUI.

As autoridades de saúde, conscientes da maior afluência de pessoas, instituíram um sistema de semáforos virtuais que permite perceber em tempo real os tempos de espera nos vários locais. A plataforma nacional está disponível aqui.

Um semáforo vermelho indica uma probabilidade de tempo de espera superior a uma hora, enquanto o semáforo amarelo aponta para um período entre 30 minutos e uma hora. O semáforo verde indica que o tempo de espera deverá ser inferior a meia hora.

 

COVID- 19 | Sintra mantém desinfeção de espaço público, edifícios e viaturas

A Câmara Municipal de Sintra mantém ativos os serviços de desinfeção por forma a reduzir o risco de contágio por Covid-19. Os serviços técnicos da autarquia estão a dar continuidade à desinfeção e higienização de viaturas, edifícios e espaço público.

No que respeita à desinfeção de viaturas, contabilizam-se 5184 viaturas higienizadas. Este é um serviço da autarquia que presta apoio adicional às forças de segurança, táxis, entidades de resposta social e Corporações de Bombeiros dos concelhos de Sintra e Amadora, entre outros.

Foram ainda realizadas 2760 intervenções de desinfeção em edifícios públicos, esquadras, mercados, escolas, creches, lares, residenciais, casas de repouso, centros de dia, cemitérios, empresas e outros.

Até ao momento, estas equipas já procederam à lavagem e desinfeção de mais de 2.800 km de espaço público, privilegiando locais de grande concentração de pessoas.

Estas intervenções decorrem no âmbito da implementação, no município de Sintra, do Plano Contingência para a Covid-19, através do qual se pretende acompanhar a evolução da propagação do vírus, antecipando e atuando com medidas preventivas que garantem a realização de atividades essenciais e prioritárias no município e que funcionam, também, como apoio às populações.

 



COVID-19 | Sintra mantém ativos serviços de desinfeção e higienização

A Câmara Municipal de Sintra continua a efetuar os serviços de lavagem e descontaminação do espaço público, veículos e edifícios, numa medida implementada para a prevenção e combate ao surto de Covid-19.

Os serviços técnicos da autarquia estão a dar continuidade aos trabalhos de desinfeção e higienização de viaturas, edifícios e espaço público. Foram higienizadas e desinfetadas mais de 5080 viaturas, através do apoio adicional, prestado pela autarquia, às forças de segurança, táxis, entidades de resposta social e Corporações de Bombeiros dos concelhos de Sintra e Amadora, entre outros.

No que respeita aos edifícios públicos, foram realizadas cerca de 2.700 intervenções de desinfeção em esquadras, mercados, escolas, creches, lares, residenciais, casas de repouso, centros de dia, cemitérios, empresas e outros.

Até ao momento, estas equipas já procederam à lavagem e desinfeção de mais de 2.800 km de espaço público, privilegiando locais de grande concentração de pessoas.

Estas intervenções decorrem no âmbito da implementação, no município de Sintra, do Plano Contingência para a Covid-19, através do qual se pretende acompanhar a evolução da propagação do Coronavírus, antecipando e atuando com medidas preventivas garantindo as atividades essenciais e prioritárias no município, bem como apoiar as populações.

Sintra aposta em Equipas de Sapadores Florestais

A Câmara Municipal de Sintra constituiu 2 novas equipas de sapadores florestais para prevenção de incêndios rurais, vigilância e primeira intervenção, nas principais áreas florestais do concelho de Sintra, especialmente na área do Parque Natural Sintra-Cascais.

Estas equipas desenvolvem atividades na área da silvicultura preventiva, com a execução de faixas de gestão de combustível e de mosaicos limitadores da progressão do fogo, efetuam a manutenção e proteção de povoamentos florestais, recuperação de áreas ardidas e sensibilização das populações no âmbito da defesa da floresta contra incêndios.

As 2 equipas de sapadores florestais da autarquia participam no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) implementado especificamente para a para a Serra de Sintra, tendo, em 2020, sido chamadas a mais de 3 dezenas de ocorrências de fogo.

As equipas contam com o apoio de equipamentos necessárias à ação de silvicultura preventiva e de 2 viaturas equipadas para as ações vigilância, primeira intervenção e apoio ao combate a incêndios.

 

COVID-19 | Portugal passa de estado de emergência para calamidade

O Governo anunciou o fim do estado de emergência e declarou a situação de calamidade em todo o território nacional continental, das 00h00 do dia 1 de maio até às 23h59 do dia 16 de maio.

Dando seguimento ao plano de desconfinamento apresentado em março, e atendendo à evolução da pandemia em todos os concelhos do território continental, o Conselho de Ministros definiu que, a partir do dia 1 de maio, a generalidade do país, à exceção de 8 municípios prossegue para a próxima fase de desconfinamento.

Assim, para além de um conjunto de medidas, designadamente relativas ao dever cívico de recolhimento domiciliário, à obrigatoriedade de uso de máscaras ou viseiras, ao controlo da temperatura corporal, à realização de testes de diagnóstico, bem como regras de segurança e de distanciamento nos estabelecimentos ou locais abertos ao público, aplicam-se as seguintes regras:

  • restaurantes e espetáculos até às 22h30;
  • comércio em geral: até às 21h00 nos dias de semana e até às 19h00 nos fins de semana e feriados;
  • os restaurantes, cafés e pastelarias podem funcionar com a limitação condicionada a um máximo de 6 pessoas por mesa no interior e 10 pessoas por mesa nas esplanadas;
  • a prática de todas as modalidades desportivas passa a estar permitida, bem como e para todas a atividade física ao ar livre;
  • os ginásios podem funcionar com aulas de grupo, observando as regras de segurança e higiene;
  • a lotação para casamentos e batizados passa a estar limitada a 50% do espaço.

Leia AQUI o documento

COVID- 19 | Sintra mantém desinfeção de espaço público, edifícios e viaturas

A Câmara Municipal de Sintra mantém ativos os serviços de desinfeção por forma a reduzir o risco de contágio por Covid-19.

Os serviços técnicos da autarquia dão continuidade à desinfeção e higienização de viaturas, edifícios e espaço público. No que respeita à desinfeção de viaturas, contabilizam-se mais de 5000 viaturas higienizadas e desinfetadas. Este é um serviço da autarquia que presta apoio adicional às forças de segurança, táxis, entidades de resposta social e Corporações de Bombeiros dos concelhos de Sintra e Amadora, entre outros.

Foram ainda realizadas cerca de 2600 intervenções de desinfeção em edifícios públicos, esquadras, mercados, escolas, creches, lares, residenciais, casas de repouso, centros de dia, cemitérios, empresas e outros.

Até ao momento, estas equipas já procederam à lavagem e desinfeção de mais de 2.750 km de espaço público, privilegiando locais de grande concentração de pessoas.

Estas intervenções decorrem no âmbito da implementação, no município de Sintra, do Plano Contingência para a Covid-19, através do qual se pretende acompanhar a evolução da propagação do Coronavírus, antecipando e atuando com medidas preventivas garantindo as atividades essenciais e prioritárias no município, bem como apoiar as populações.

Image

Largo Dr. Virgílio Horta 
2714-501 Sintra

Telefone: 219 238 500
Fax: 219 238 657

Contactos úteis

Polícia Municipal
Tel.: 219 107 210 / 219 107 220

Bombeiros Voluntários do Concelho de Sintra
CLIQUE AQUI

Guarda Nacional Republicana
Tel.: 217 653 240

Polícia de Segurança Pública
Tel.: 219 198 630
Image
Image
Image