Notícias

Serra de Sintra com trânsito condicionado durante terça-feira

O presidente da Câmara Municipal de Sintra determinou, esta tarde, o prolongamento do condicionamento do trânsito nas vias municipais que integram o perímetro da Serra de Sintra durante o dia de terça-feira, 13 de outubro. O trânsito está condicionado desde domingo, dia 11 de outubro. 

A decisão surge na sequência de:

  • Previsão para o concelho de Sintra de Risco de Incêndio Rural ELEVADO para esta terça-feira;
  • Urge proteger quem vive e visita Sintra com a adoção de medidas adequadas no âmbito da Proteção Civil;
  • Urge preservar a Serra de Sintra, Paisagem Cultural Património Mundial UNESCO, e defendê-la para as gerações vindouras.

Durante terça-feira, continuam a poder circular: : veículos de moradores e de empresas aí sediadas, transportes públicos de passageiros [com alvará emitido pela entidade competente], veículos de socorro, de emergência e das entidades integrantes do Sistema Municipal de Proteção Civil.

A Serra de Sintra integra uma região de proteção classificada sensível ao risco de incêndio florestal, caracterizada por um elevado número de visitantes. Torna-se assim fundamental acautelar a sua proteção, manutenção e conservação considerados objetivos do interesse público, de âmbito mundial, nacional e municipal.

A situação de interdição do trânsito nas vias municipais do Perímetro da Serra de Sintra, será avaliada, de 12 em 12 horas, podendo a interdição ser agravada ou desagravada, tendo em conta as condições que se possam vir a registar.

CONSULTE O MAPA DE INTERDIÇÕES ATUALIZADO.

Impacto do COVID-19 em debate no Conselho Estratégico Empresarial

A evolução da pandemia de Covid-19 e o seu impacto na economia foram os temas principais em debate no Conselho Estratégico Empresarial que se realizou, esta quinta-feira, no Centro Cultural Olga Cadaval.

A reunião contou com a presença do presidente da autarquia, Basílio Horta, e com Paulo Portas que debateu e refletiu sobre a temática de como vai o mundo recuperar do Covid-19, a nível global, europeu e nacional.

Basílio Horta começou por apresentar aquilo que é uma visão do que está a ser feito e a perspetiva para o futuro do desenvolvimento do concelho de Sintra.

“Desde o primeiro dia do mandato que somos guiados por três princípios muito claros e que temos vindo a seguir na Câmara. O primeiro é aumentar o investimento, segundo, diminuir impostos e diminuir dívida e terceiro, controlar a despesa corrente. A nossa gestão autárquica tem sido baseada nestes princípios”, frisou o autarca.

Em 2013, no primeiro mandato, o investimento era de 15 milhões de euros, para 2021 é de 50 milhões; a dívida bancária era de 79,7 milhões, passando agora para 1,7 milhões. A nível de impostos, o IMI, em 2013, estava nos 0,39% e este ano baixou para os 0,30%, o que se traduz numa devolução aos munícipes de 46 milhões de euros em 7 anos.

Perante a situação de pandemia, Basílio Horta aponta as principais fragilidades sentidas no concelho, “com a pandemia o desemprego subiu, o turismo foi muito afetado, as empresas foram afetadas. Perante este quadro como reagimos? Investindo e diminuindo os impostos, esse é o caminho”.

Em relação ao futuro o autarca refere que” é necessário modernizar o concelho, utilizando para isso dois aspetos: o investimento e a organização. Investimento na economia, no setor social, no setor administrativo e na execução do PDM”. “Somos o município da AML com maior capacidade de crescimento com as características que foram aqui colocadas. Sintra tem condições para desenvolver uma estratégia com confiança e garantia”, sublinhou o autarca.

Paulo Portas, convidado desta reunião do Conselho Estratégico Empresarial, analisou as várias consequências do novo coronavírus sob o tema “Como vai o mundo recuperar do Covid-19. O Global, o Europeu, o Nacional”.

O antigo ministro de Estado e da Defesa Nacional começou por referir que “esta é uma pandemia global e assimétrica e ter este princípio claro é essencial para tomar boas decisões. É assimétrica, desde logo no tempo, esta pandemia impactou na Ásia com dois meses de antecedência sobre a Europa, a Europa com um mês de antecedência sobre a América do Norte e a América do Norte com um mês de antecedência sobre a América Central e do Sul, ou seja, o tempo de aterragem do vírus determina também que o tempo de saída do vírus é completamente diferente, o que é essencial para os empresários porque tem a ver com o tempo de recuperação económica”.

Paulo Portas considera o setor do turismo o mais afetado, “o mais crítico no tecido empresarial português, e que é outra prova de assimetria, não é igual tudo o que se passa no turismo com o que se passa noutros setores. Com a importância do turismo na economia portuguesa, e todas as atividades económicas ligadas ao turismo, é essencial encontrar uma forma de aguentar a transição neste setor”.

“O turismo foi o primeiro dos setores a ser impactado e será certamente o último a recuperar, e porquê o turismo tem essa peculiaridade? Porque o turismo depende ele próprio. Depende de uma ideia que, de momento, afasta as pessoas, que é uma ideia de multidão: multidão no avião, multidão no aeroporto, no hotel… E isto depende de um fator muito difícil, que é a confiança psicológica. A confiança só será retomada quando entrarmos na última fase, quando tivermos a aprovação da vacina”, menciona Paulo Portas.

O Conselho Estratégico Empresarial funciona como um interlocutor privilegiado entre empresários e investidores de dimensão nacional e local estando focado em melhorar as condições e oportunidades de negócio e investimento em Sintra que dinamizem a economia e promovam o emprego. Este conselho integra empresários, associações empresariais e entidades sindicais.

A Câmara Municipal de Sintra criou o Conselho Estratégico Empresarial, em 2014, com o objetivo prioritário de analisar a situação económica e social do concelho na perspetiva das empresas e trabalhadores propondo às entidades decisórias as medidas que se mostrem adequadas à resolução das questões identificadas.

COVID-19 | Equipas de Sintra já contactaram 5000 pessoas

Até ao momento, mais de 5000 pessoas foram contactadas pelas equipas multidisciplinares, formadas pela Câmara Municipal de Sintra, que se dedicam inteiramente ao apoio direto a casos ativos de COVID-19 no concelho.

A formação destas 6 equipas multidisciplinares permitiu realizar, desde o início de julho, mais de 2000 visitas a agregados familiares e que se traduz num apoio direto a mais de 5100 pessoas afetadas pelo surto.

Estas equipas multidisciplinares são constituídas por enfermeiros do ACES de Sintra, técnicos de ação social, proteção civil ou polícia municipal de Sintra e um elemento da junta de freguesia da área de residência. Estas visitas ao domicilio pretendem aferir, além do confinamento obrigatório, quais as necessidades de saúde e sociais dos casos sinalizados pelas autoridades de saúde, para o cumprimento eficaz e efetivo do confinamento que permite quebrar cadeias de transmissão.

Em todas as visitas, são entregues pelas equipas: termómetros, máscaras cirúrgicas e gel desinfetante para que o cidadão, ainda que em confinamento obrigatório, reduza todos os riscos de transmissão dentro do seu próprio domicílio ou no caso de ter de se deslocar para cuidados de saúde autorizados.

Estas visitas permitiram ao município gerar, desde julho, mais de 260 pedidos de apoio alimentar e 30 pedidos de apoio para à aquisição de medicamentos, bem como 80 pedidos de apoio económico, onde se incluem em muitos casos os pagamentos de rendas em atraso, e ainda 25 pedidos de habitação de emergência alternativa para cumprimento de um confinamento eficaz.

Na retaguarda de toda esta operação está ainda uma equipa composta por técnicos de ação social da autarquia e técnicos da Segurança Social, que diariamente recebem, avaliam e encaminham os relatórios efetuados pelas equipas multidisciplinares com os diversos pedidos de apoio para intervenção imediata.

A autarquia de Sintra continua a acompanhar a evolução da propagação da COVID-19, antecipando e atuando com novas medidas preventivas, caso seja necessário, garantindo as atividades essenciais e prioritárias no município, bem como o apoio à população.

COVID-19 | Equipas de Sintra já apoiaram mais de 4700 pessoas

Mais de 4700 pessoas foram contactadas pelas equipas multidisciplinares, formadas pela Câmara Municipal de Sintra, que se dedicam inteiramente ao apoio a casos ativos de COVID-19 no concelho.

A formação de 6 equipas multidisciplinares permitiu que, desde o início de julho, tenham sido realizadas cerca de 1850 visitas a agregados familiares, o que representa a um apoio direto a mais de 4700 pessoas .

No decorrer destas visitas, e neste trabalho de proximidade, é ainda acautelada a verificação de necessidades na prestação de cuidados básicos de saúde e/ou socias, tendo resultado em diversos pedidos de produtos alimentares, medicamentos, habitação, assim como pedidos de apoio económico, resultado do confinamento obrigatório de casos ativos.

Desde julho, as visitas destas equipas aos agregados familiares afetados pelo surto de COVID-19 permitiu gerar mais de 250 pedidos de apoio alimentar; mais de 30 pedidos de apoio para obtenção de medicamentos; gerar: 155 pedidos de apoio alimentar, 15 pedidos de apoio para à aquisição de medicamentos, mais de 90 pedidos de apoio económico e ainda 23 pedidos de habitação de emergência alternativa que permita o eficaz cumprimento do confinamento obrigatório.

Por forma a reduzir os riscos de transmissão quer para com os técnicos, quer para com os elementos do agregado familiar, em todas as visitas são entregues: termómetros, máscaras cirúrgicas e gel desinfetante.

Recorda-se que as visitas são asseguradas pelas equipas multidisciplinares constituídas por: enfermeiros do ACES de Sintra, técnicos de ação social, Proteção Civil e Polícia Municipal de Sintra e um elemento da junta de freguesia da área de residência. Há ainda, na retaguarda, uma equipa - composta por técnicos da Segurança Social e da Câmara Municipal de Sintra - que recebem, avaliam e encaminham, diariamente, os relatórios com os diversos pedidos de apoio para intervenção imediata.

A autarquia de Sintra continua a acompanhar a evolução da propagação da COVID-19, antecipando e atuando com novas medidas preventivas, caso seja necessário, garantindo as atividades essenciais e prioritárias no município, bem como o apoio à população.

COVID-19 | Sintra mantém desinfeção de espaço público, edifícios e viaturas

A Câmara Municipal de Sintra mantém ativos os serviços de desinfeção de viaturas, edifícios e espaço público de forma a reduzir o risco de contágio por COVID-19.

Os serviços técnicos da autarquia continuam a proceder à desinfeção e higienização de viaturas, edifícios e espaço público. Até ao momento, estas equipas já procederam à lavagem e desinfeção de mais de 2000 km de espaço público, faixas de rodagem, passeios, mobiliário urbano, contentorização, paragens e autocarros.

Quanto à desinfeção de viaturas, contabilizou-se até à data mais de 2700 viaturas higienizadas e desinfetadas. Este é um serviço da autarquia que se encontra, adicionalmente, ao dispor das forças de segurança, táxis, entidades de resposta social e Corporações de Bombeiros dos concelhos de Sintra e Amadora, entre outros.

Foram ainda realizadas mais de 1300 intervenções de desinfeção em edifícios, de entre os quais edifícios públicos, esquadras, mercados, escolas, creches, lares, residenciais, casas de repouso, centros de dia, cemitérios, empresas, etc.

Estas intervenções decorrem da implementação, no município de Sintra, do Plano Contingência para a COVID-19, com o objetivo de acompanhar a evolução da propagação do Coronavírus, antecipando e atuando com medidas preventivas garantindo as atividades essenciais e prioritárias no município, bem como apoiar as populações.

COVID-19 | Equipas multidisciplinares visitaram mais de 1200 famílias

As equipas multidisciplinares formadas pela Câmara Municipal de Sintra continuam o seu trabalho junto da comunidade e, até ao momento, já contactaram mais de 1200 famílias afetadas pelo surto de COVID-19.

Estas equipas apoiam casos ativos de COVID-19 no concelho e, até ao final do mês de agosto, foram realizadas mais de 1200 visitas a agregados familiares, que se traduz num apoio direto a mais de 3200 pessoas. Das visitas efetuadas pelas equipas multidisciplinares resulta ainda a verificação da necessidade de cuidados básicos de saúde e sociais dos quais resultam pedidos de alimentação, medicação e habitação alternativa para um cumprimento efetivo do confinamento obrigatório de casos ativos e pedidos de apoio económico. Em todas as visitas são entregues: termómetros, máscaras cirúrgicas e gel desinfetante para que o cidadão, ainda que em confinamento obrigatório, reduza todos os riscos de transmissão para com os técnicos ou junto do seu agregado familiar.

As visitas são asseguradas pelas 6 equipas multidisciplinares, formadas pela autarquia em julho de 2020, constituídas por: enfermeiros do ACES de Sintra, técnicos de ação social, Proteção Civil e Polícia Municipal de Sintra e um elemento da junta de freguesia da área de residência. Há ainda, na retaguarda, uma equipa - composta por técnicos da Segurança Social e da Câmara Municipal de Sintra - que recebem, avaliam e encaminham, diariamente, os relatórios com os diversos pedidos de apoio para intervenção imediata.

A autarquia de Sintra continua a acompanhar a evolução da propagação da COVID-19, antecipando e atuando com novas medidas preventivas, caso seja necessário, garantindo as atividades essenciais e prioritárias no município, bem como o apoio à população.

COVID-19 | Sintra continua apoiar entidades de resposta social

A Câmara Municipal de Sintra continua a apoiar as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho e outras entidades de resposta social, com a distribuição de equipamentos de proteção individual.

Este apoio pretende auxiliar as instituições, parceiras importantes no suporte social a famílias e grupos de risco, e proporcionar aos seus profissionais e utentes o nível de proteção mais adequado possível.


Foi contabilizada, até ao final de agosto, a entrega de de 147.000 máscaras, cerca de 125.000 pares de luvas e 1500 viseiras, 1430 batas descartáveis e cerca de 1700 litros de álcool gel. Procedeu-se ainda à distribuição de mais de 60 dispensadores de gel desinfetante, 800 fatos completos, cerca de 170 óculos e 1200 protetores de sapatos, cerca de 1250 toucas e mais de 100 termómetros.

Foram também efetuados, através da autarquia, mais de 4000 testes para a COVID-19 e realizadas mais de 1000 intervenções de desinfeção em edifícios, onde se incluem: creches, lares, residenciais, casas de repouso, centros de dia, etc.

De salientar que tem ainda lugar a disponibilização, gratuita a todos os munícipes, de máscaras e álcool gel nas três unidades móveis de apoio e informação para o combate à COVID-19. As equipas destas unidades móveis são constituídas por enfermeiros do ACES Sintra, elementos da Proteção Civil e Polícia Municipal de Sintra e técnicos de ação social da autarquia que prestam também esclarecimentos e apoio caso seja necessário.

Estas medidas decorrem da implementação, no município de Sintra, do Plano Contingência para a infeção por COVID-19 que tem por objetivo acompanhar a evolução da propagação do Coronavírus, antecipando e atuando com medidas preventivas, garantindo as atividades essenciais e prioritárias no município, bem como apoiar as populações.

COVID-19 | Autarquia mantém postos móveis de apoio nas ruas de Sintra

A Câmara Municipal de Sintra continua a distribuir gratuitamente material de proteção a toda a população.

Até ao final do mês de agosto foram distribuídos, pelos postos de apoio e informação, cerca de 34.500 frascos de álcool gel e mais de 438.000 máscaras.

Para além do material de proteção individual gratuito a autarquia disponibiliza ainda folhetos, em várias línguas, sobre o que fazer para mitigar o surto de Covid-19 e presta informação para a prevenção de possíveis contágios.

Estas ações são levadas a cabo por equipas constituídas por enfermeiros do ACES Sintra (Agrupamento de Centros de Saúde de Sintra), elementos da Proteção Civil e Polícia Municipal de Sintra, técnicos das juntas de freguesia e técnicos de ação social da autarquia.

A Câmara Municipal de Sintra continua a acompanhar a evolução da propagação do Coronavírus, antecipando e atuando com novas medidas preventivas, caso seja necessário, garantindo as atividades essenciais e prioritárias no município, bem como o apoio à população.

Serra de Sintra com trânsito condicionado esta terça-feira

O presidente da Câmara Municipal de Sintra determinou o condicionamento do trânsito nas vias municipais que integram o perímetro da Serra de Sintra para terça-feira, dia 15 de setembro.

A decisão surge na sequência de:

  • Previsão para o concelho de Sintra de Risco de Incêndio Rural ELEVADO para esta terça-feira (15 de setembro);
  • Nos encontrarmos dentro do Período Crítico de Incêndios Rurais [até 30 de setembro];
  • Urge proteger quem vive e visita Sintra com a adoção de medidas adequadas no âmbito da Proteção Civil;
  • Urge preservar a Serra de Sintra, Paisagem Cultural Património Mundial UNESCO, e defendê-la para as gerações vindouras.

Durante terça-feira, continuam a poder circular: veículos de moradores e de empresas aí sediadas, transportes públicos de passageiros (com alvará emitido pela entidade competente), veículos de socorro, de emergência e das entidades integrantes do Sistema Municipal de Proteção Civil.

A Serra de Sintra integra uma região de proteção classificada sensível ao risco de incêndio florestal, caracterizada por um elevado número de visitantes. Torna-se assim fundamental acautelar a sua proteção, manutenção e conservação considerados objetivos do interesse público, de âmbito mundial, nacional e municipal.

A situação de interdição do trânsito nas vias municipais do Perímetro da Serra de Sintra, será avaliada, de 12 em 12 horas, podendo a interdição ser agravada ou desagravada, tendo em conta as condições que se possam vir a registar.

CONSULTE O MAPA DE INTERDIÇÕES ATUALIZADO.

Image

Largo Dr. Virgílio Horta 
2714-501 Sintra

Telefone: 219 238 500
Fax: 219 238 657

Contactos úteis

Polícia Municipal
Tel.: 219 107 210 / 219 107 220

Bombeiros Voluntários do Concelho de Sintra
CLIQUE AQUI

Guarda Nacional Republicana
Tel.: 217 653 240

Polícia de Segurança Pública
Tel.: 219 198 630
Image
Image
Image