Notícias

COVID-19 | Governo decreta novas medidas restritivas

O Conselho de Ministros anunciou, esta quinta-feira, novas medidas restritivas no contexto da pandemia por Covid-19.

As medidas aprovadas proíbem a circulação de pessoas entre diferentes concelhos, de 30 de outubro até 3 novembro, o que inclui a noite do Dia das Bruxas e os Dias de Todos os Santos e Finados.

O Governo decidiu ainda declarar o dia 2 de novembro como dia de luto nacional, de modo a prestar homenagem a todos os falecidos, em particular às vítimas da pandemia.

A restrição de circulação entre concelhos é semelhante à que vigorou na Páscoa, existindo exceções para os trabalhadores, por exemplo, sendo necessária a declaração da entidade empregadora caso o concelho de residência não coincida com o concelho do local de trabalho.

No que respeita aos horários e restrições dos cemitérios, os mesmos são da competência das autarquias locais.

O Conselho de Ministros aprovou ainda um decreto-lei que prevê uma nova dispensa de cobrança de taxas moderadoras no Serviço Nacional de Saúde, a partir de 1 de janeiro do próximo ano, relativamente aos exames complementares de diagnóstico e terapêuticos prescritos no âmbito da rede de prestação de cuidados de saúde primários e realizados fora do SNS.

Em 3 dos 6 concelhos onde houve um maior aumento de casos vão existir medidas complementares mais restritivas.

 

Leia o comunicado na íntegra AQUI.

Agravamento das condições meteorológicas colocam o distrito de Lisboa em Aviso Vermelho

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou sob AVISO VERMELHO o distrito de Lisboa, entre as 12h00 e as 18h00 de hoje, dia 20 de outubro, devido a chuva por vezes forte e persistente, ocasionalmente acompanhada de trovoadas e possibilidade de ocorrência de fenómenos extremos de vento.

O IPMA emitiu também aviso laranja até às 18h00 devido à previsão de vento forte de sul com rajadas até 120 km/h.

O distrito de Lisboa está também sob aviso amarelo por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas de sudoeste com 4 a 4,5 metros entre as 12h00 e as 18h00.

A Proteção Civil recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:

  • Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
  • Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte;
  • Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando a circulação e permanência nestes locais;
  • Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos muito próximos da orla marítima;
  • Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;
  • Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível acumulação de neve e formação de lençóis de água nas vias;
  • Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;
  • Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Para mais informações e auxílio em situações de emergência contacte o Serviço Municipal de Proteção Civil de Sintra através do número de telefone 800 21 11 13.

Aviso Laranja para chuva forte

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou sob aviso laranja o Distrito de Lisboa, a partir das 15h00 de hoje, dia 19 de outubro, até ás 03h00 de dia 20 de outubro, devido a chuva por vezes forte e persistente.

Depois das 03h00 mantém-se o aviso amarelo, com vento por vezes forte de sul com rajadas até 80 km/h, sendo até 90 km/h nas terras altas.

O Serviço Municipal de Proteção Civil de Sintra alerta para a possibilidade de ocorrerem pequenas inundações por entupimento das estruturas de drenagem, tendo em conta a acumulação de folhas secas que aumentam devido à intensidade do vento.

Recomenda-se a máxima atenção para a hipótese de queda de árvores e de arbustos, ou de parte destas.

Recomenda-se que a população esteja atenta às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Para mais informações e auxílio em situações de emergência contacte o Serviço Municipal de Proteção Civil de Sintra através do número de telefone 800 21 11 13.

Serra de Sintra com trânsito condicionado na terça-feira

A Serra de Sintra vai ter o trânsito condicionado devido à depressão “Bárbara”, que coloca o distrito de Lisboa em alerta vermelho. Vários acessos ao interior da Serra ficam assim interditos a todos os veículos, exceto aos veículos de emergência, de proteção civil e de entidades que integrem esses sistemas.

A decisão surge na sequência do Comunicado Técnico Operacional (CTO 69/2020 – Condições Meteorológicas Adversas) Precipitação, Vento e Agitação Marítima, que refere:

  • Passagem ao Estado de Alerta Especial, do SIOPS para o DIOPS, de NÍVEL LARANJA, com início no dia 20 de outubro às 00h00 até ao dia 21 de outubro às 23h59;
  • O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para esta terça-feira, dia 20 de outubro:
    AVISO LARANJA - VENTO (Vento Forte de Sul com rajadas até 100 Km/h) entre 12:00 e as 18:00,
    passando a AVISO AMARELO - VENTO (Vento por vezes forte de sul com rajadas até 80 km/h, sendo até 90 km/h nas terras altas) até às 00:00 de dia 20 de outubro;
  • O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) classifica o distrito de Lisboa em:
    AVISO VERMELHO (Precipitação - Chuva por vezes forte e persistente), a partir das 12:00 até às 18:00 de dia 20 outubro.

Zonas de acesso interdito por cancelas:

  • Cruzamento da Azóia;
  • Caminho da Urca / Pedras Irmãs;
  • Cruzamento dos Capuchos - acesso ao Monge;
  • Cruzamento dos Capuchos - acesso ao cruzamento da Portela;
  • Cruzamento da Portela - acesso ao cruzamento dos Capuchos;
  • Cruzamento da Portela - acesso à Azóia.

A passagem nestes locais está interdita (exceto a veículos de emergência, proteção civil e entidades que integrem esse sistema).

Encontram-se reforçados e no terreno os meios de proteção civil, militares e forças de segurança.

Aviso amarelo para precipitação e vento

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera – IPMA, colocou Lisboa em aviso AMARELO para precipitação forte, a partir do final da manhã de dia 19 de outubro.

O vento aumentará de intensidade durante o dia, verificando-se no dia 20 de outubro aviso AMARELO para vento e precipitação – com vento por vezes forte de sul com rajadas até 80 km/h.

O Serviço Municipal de Proteção Civil de Sintra alerta para a possibilidade de ocorrerem pequenas inundações por entupimento das estruturas de drenagem, tendo em conta a acumulação de folhas secas que aumentam devido à intensidade do vento.

Recomenda-se a máxima atenção para a hipótese de queda de árvores e de arbustos, ou de parte destas.

Recomenda-se que a população esteja atenta às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Para mais informações e auxílio em situações de emergência contacte o Serviço Municipal de Proteção Civil de Sintra através do número de telefone 800 21 11 13.

COVID-19 | Estado de Calamidade em todo o território nacional

O Governo decretou o estado de calamidade para todo o território, esta quarta-feira, devido à crescente e rápida evolução da infeção por Covid-19 em Portugal.

A passagem a estado de calamidade entrou em vigor esta quinta-feira, dia 15 de outubro, e acarreta novas e rigorosas medidas de restrição para a prevenção e controlo deste surto, sendo elas:

  • Limitação de ajuntamentos na via pública, incluindo espaços públicos e similares, para 5 pessoas.
  • Limitação de 50 pessoas para eventos familiares, como casamentos e batizados.
  • Proibição de festejos académicos, como por exemplo praxes ou receções do caloiro, e atividades não letivas.
  • Maior reforço da fiscalização das forças de segurança e ASAE, no que respeita ao cumprimento das regras por parte de estabelecimentos, comércio e restauração.
  • Agravamento das coimas até 10 mil euros para empresas, principalmente em espaços comerciais e restauração que não assegurem o cumprimento das medidas de segurança estipuladas.
  • Recomendação do uso de máscara na via pública sempre haja uma maior afluência de mais pessoas.
  • Recomendação da utilização da aplicação STAYAWAY COVID, em contexto laboral, escolar, académico, nas Forças Armadas e de segurança e na administração pública.

 

As duas recomendações  listadas pelo Governo foram ainda apresentadas Parlamento para a sua votação, afim de as tornar obrigatórias.

No mesmo dia em que foi anunciada a passagem ao estado de calamidade para todo o país, a Direção-Geral da Saúde (DGS) emitiu uma nota onde atualiza as regras de levantamento de isolamento profilático de doentes assintomáticos, passando dos atuais 14 dias para 10 dias.

ATUALIZAÇÃO | Serra de Sintra reabre ao trânsito esta quinta-feira

O acesso ao perímetro da Serra de Sintra, que se encontrava condicionado, foi reaberto esta quinta-feira (15 de outubro) devido à redução de risco de incêndio.

A decisão de reabertura, esta quinta-feira, surge na sequência de:

  • Redução, para o concelho de Sintra, do Risco de Incêndio Rural de ELEVADO para MODERADO.

A Serra de Sintra integra uma região de proteção classificada sensível ao risco de incêndio florestal, caracterizada por um elevado número de visitantes. Torna-se assim fundamental acautelar a sua proteção, manutenção e conservação considerados objetivos do interesse público, de âmbito mundial, nacional e municipal.

A situação de interdição do trânsito nas vias municipais do Perímetro da Serra de Sintra é avaliada de 12 em 12 horas, podendo a interdição ser agravada ou desagravada, tendo em conta as condições que se possam vir a registar.

 

Serra de Sintra com acesso condicionado esta quinta-feira

O presidente da Câmara Municipal de Sintra determinou, esta tarde, o prolongamento do condicionamento do trânsito nas vias municipais que integram o perímetro da Serra de Sintra durante o dia de quinta-feira, 15 de outubro. O trânsito está condicionado desde domingo, dia 11 de outubro.

A decisão surge na sequência de:

  • Previsão para o concelho de Sintra de Risco de Incêndio Rural ELEVADO para esta a-feira;
  • Urge proteger quem vive e visita Sintra com a adoção de medidas adequadas no âmbito da Proteção Civil;
  • Urge preservar a Serra de Sintra, Paisagem Cultural Património Mundial UNESCO, e defendê-la para as gerações vindouras.

Durante quinta-feira, continuam a poder circular: veículos de moradores e de empresas aí sediadas, transportes públicos de passageiros [com alvará emitido pela entidade competente], veículos de socorro, de emergência e das entidades integrantes do Sistema Municipal de Proteção Civil.

A Serra de Sintra integra uma região de proteção classificada sensível ao risco de incêndio florestal, caracterizada por um elevado número de visitantes. Torna-se assim fundamental acautelar a sua proteção, manutenção e conservação considerados objetivos do interesse público, de âmbito mundial, nacional e municipal.

A situação de interdição do trânsito nas vias municipais do Perímetro da Serra de Sintra, será avaliada, de 12 em 12 horas, podendo a interdição ser agravada ou desagravada, tendo em conta as condições que se possam vir a registar.

 

CONSULTE O MAPA DE INTERDIÇÕES ATUALIZADO.

COVID-19 | Autarquia mantém desinfeção de edifícios e viaturas

A Câmara Municipal de Sintra mantém a desinfeção do espaço público, viaturas diversas e edifícios. Esta medida insere-se na estratégia da autarquia para reduzir o risco de contágio e combater a propagação do Covid-19. 

Até ao momento, os serviços técnicos especializados da autarquia já procederam à desinfeção de viaturas, contabilizaram-se até à data mais de perto de 3000 viaturas desinfetadas e higienizadas. Este é um serviço da prestado pela Câmara de Sintra e que se encontra ao dispor das forças de segurança, táxis, entidades de resposta social e Corporações de Bombeiros dos concelhos de Sintra e Amadora

Foram ainda realizadas cerca de 1400 intervenções de desinfeção em edifícios, de entre os quais edifícios públicos, esquadras, mercados, cemitérios, escolas, creches, e entidades de resposta social como os lares, residenciais, casas de repouso, centros de dia.

No que concerne ao espaço público, os serviços das autarquia já procederam à lavagem e desinfeção de mais de 2100 km que incluem faixas de rodagem, passeios, mobiliário urbano, contentorização e paragens de autocarros, etc.

De salientar que, adicionalmente ao serviço de desinfeção de viaturas, a autarquia continua a disponibilizar a forças de segurança e emergência kits de material de proteção que incluem batas, fatos completos, óculos, luvas, máscaras, tapas pés, etc.

Estas intervenções decorrem da implementação do Plano Contingência para a COVID-19, com o objetivo de acompanhar a evolução da propagação do Covid-19, antecipando e atuando com medidas preventivas garantindo as atividades essenciais e prioritárias no município, bem como apoiar as populações.

Image

Largo Dr. Virgílio Horta 
2714-501 Sintra

Telefone: 219 238 500
Fax: 219 238 657

Contactos úteis

Polícia Municipal
Tel.: 219 107 210 / 219 107 220

Bombeiros Voluntários do Concelho de Sintra
CLIQUE AQUI

Guarda Nacional Republicana
Tel.: 217 653 240

Polícia de Segurança Pública
Tel.: 219 198 630
Image
Image
Image