Praias de Sintra sem áreas reservadas na época balnear

A Câmara Municipal de Sintra aprovou, em reunião de executivo, a celebração de protocolo com a Associação de Praias do Concelho de Sintra para que as praias não tenham áreas reservadas e pagas durante a época balnear de 2022.

Esta medida, à semelhança dos anos anteriores, permite aumentar o espaço disponível nas praias proporcionando a um maior número de utentes o acesso livre às praias sem qualquer tipo de pagamento.

A celebração deste protocolo, no valor de 90 mil euros, permite também aos concessionários manter todo o dispositivo de assistência a banhistas, com a presença de nadadores salvadores essenciais para a segurança e proteção dos utentes das praias.

O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, referiu que “este é um trabalho conjunto com os concessionários para que as nossas praias não tenham nem toldos nem barracas e que se garanta a presença de nadadores salvadores. É um gesto muito relevante e de grande solidariedade", o autarca sublinhou ainda que "esta cedência por parte dos concessionários permite aumentar o espaço disponível no areal e, por consequência, garantir que mais pessoas possam desfrutar das nossas praias com as devidas distâncias de segurança.”

O presente protocolo regula a relação institucional entre o Município e a Associação de Praias do Concelho de Sintra no âmbito da Época Balnear de 2022, nas diversas praias concessionadas, como: a Praia da Adraga, Praia Grande, Praia das Maçãs, Praia do Magoito e Praia de S. Julião.  

Deverão ser tidas em conta as necessárias medidas de segurança adotadas pelo Governo para a permanência no areal na próxima época balnear.