Medidas de apoio social à população de Sintra | Freguesias (em atualização)

As Juntas de Freguesia do concelho de Sintra, em articulação com a autarquia, estão a adotar medidas de apoio social à população mais vulnerável tendo em conta o cenário de emergência decorrente do surto de Covid-19.

Conheça aqui que medidas cada junta de freguesia está a tomar (EM ATUALIZAÇÃO):

Agualva e Mira Sintra

A Junta de Freguesia de Agualva e Mira Sintra está empenhada em prestar todo o apoio que seja possível durante os dias de crise e isolamento que se vivem. Assim, dá início a um serviço de apoio às pessoas que se encontram em isolamento devido à idade, à existência de doenças crónicas ou por estarem em quarentena devido ao Covid-19 e entrega as compras em casa. Bens essenciais, ração animal e farmácia são os serviços disponíveis para os residentes através da linha 219 188 540.

Cacém e São Marcos

A União das Freguesias do Cacém e São Marcos criou um programa de apoio aos seus munícipes para proteção de grupos de risco (+65 anos, doentes crónicos e sem suporte familiar), reduzindo o seu risco de exposição e contágio. A junta de freguesia faz as compras alimentares e de farmácias definidas (bens alimentares essenciais, higiene pessoal e medicamentos) e leva a casa, de segunda a sexta, das 10h00 às 16h00. Faça a sua marcação para tel: 210 131 931 e 938 540 281, das 9h00 às 13h00.

São João das Lampas e Terrugem

Os funcionários administrativos da União de Freguesias de São João das Lampas e Terrugem deslocam-se às instalações da junta sempre que seja necessário atendimento presencial urgente. Continua também a distribuição de medicamentos e o cabaz de alimentos mensal aos mais desfavorecidos da freguesia.  Na rua, existe piquete para serviço cemiterial, recolha de monos ou qualquer outra situação de urgência. No âmbito da ação social iniciou-se o fornecimento de refeições diárias a pessoas sinalizadas.

Sintra

A União das Freguesias de Sintra continua a assegurar os serviços de ação social e a continuidade dos apoios sociais às famílias apoiadas através do pagamento de faturas domésticas, pagamento de farmácia, entrega do apoio alimentar "A Nossa Despensa" em casa das famílias apoiadas e triagem e avaliação dos novos pedidos de apoio social. Todos os serviços serão realizados assegurando os cuidados e procedimentos próprios no quadro da prevenção e contenção do COVID-19.
A união de freguesias a trabalhar em articulação com a Associação de Idosos e Reformados da Abrunheira, Associação de Idosos de Manique de Cima, Santa Casa da Misericórdia, Bombeiros de Sintra e São Pedro de Sintra para que seja possível a ajuda ao maior número de pessoas.

Colares

A Junta de Freguesia de Colares, em parceria com os Bombeiros de Almoçageme, Bombeiros de Colares, GNR de Colares, Centro Social e Paroquial de Colares, Exército de Salvação e voluntários, criou uma linha de apoio para munícipes com mais de 65 anos que estejam sós, com doença crónica ou com problemas de mobilidade física que necessitem de medicamentos, alimentos ou em caso de solidão, através do telefone 963 033 936.

Massamá e Monte Abraão

A pensar nas pessoas mais vulneráveis da freguesia de Massamá e Monte Abraão, a junta disponibiliza o serviço de levar as compras a casa. Poderão ser adquiridos bens essenciais, medicamentos e ração de animais, que serão entregues em casa. Este apoio destina-se a residentes da freguesia com mais de 65 anos e a pessoas com deficiência. O telefone é o 925 325 184 e está disponível entre as 9h00 e as 13h00.

Os serviços de intervenção social continuam a funcionar através da distribuição de refeições, de alimentos ou de medicamentos às famílias carenciadas, que incluem pessoas de todas as faixas etárias; o espaço público continua a ter a sua manutenção feita e os monos continuam a ser recolhidos.

Queluz e Belas

A Junta de Freguesia de Queluz e Belas, em cooperação e parceria com as organizações/instituições sociais da freguesia, reforça o apoio aos munícipes que, neste momento, se encontram mais isolados e fragilizados (mais de 65 anos sem possibilidade de vir à rua, doente crónico com aconselhamento de isolamento preventivo ou com mobilidade reduzida e não tem rede de suporte familiar). Este apoio centra-se no acesso de necessidades de alimentação e medicação. O contacto é o 212 698 653/54 ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .

Rio de Mouro

A Junta de Freguesia de Rio de Mouro em colaboração com as instituições/organizações criou medidas de apoio que permitem dar resposta aos grupos de risco residentes na freguesia que se encontrem mais isolados e debilitados, nomeadamente, pessoas com mais de 65 anos, doentes crónicos com aconselhamento para isolamento preventivo ou com mobilidade reduzida e que não tenham qualquer suporte familiar.
Este apoio permite ter acesso a alimentação e medicação. No que diz respeito ao apoio psicológico, a junta mantém em funcionamento o Gabinete de Psicologia.
Para mais informações e/ou esclarecimentos devem contatar o 21 917 82 90 ou através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., de segunda a sexta-feira,das 9h00 às 13h00 e das 14h30 às 17h30.

Plataforma Quero Ajudar

Para ajudar a minimizar os efeitos da pandemia COVID-19 foi criada a App Quero Ajudar, uma plataforma online, que reúne voluntários para ajudar o País que está de de quarentena.

Esta plataforma funciona de duas formas: a partir da aplicação, quem quiser pode voluntariar-se para ajudar quem precisa; e quem precisar de apoio pode pedi-lo, mobilizando, assim, a rede que está distribuída pelo país — o pedido é feito, transmitido aos voluntários, analisado e, de seguida, é estabelecida a ligação entre quem pede ajuda e quem vai ajudar.

Apoio para tomar conta de crianças, de animais de estimação, fazer companhia a quem está sozinho por via de telefonemas, fazer deslocações necessárias (ir ao supermercado, à farmácia) para ajudar os grupos de risco, dar apoio psicológico fazem parte das possibilidades.

(EM ATUALIZAÇÃO)