A Comissão Municipal de Defesa da Floresta tem como missão coordenar, a nível local, as ações de defesa da floresta contra incêndios florestais e promover a sua execução.

O Plano Municipal de Defesa da Floresta e Plano Operacional Municipal é um documento concertado por todas as entidades intervenientes neta temática, que pretende avaliar a perigosidade de incêndio do Município, avaliar os meios de prevenção, deteção e primeira intervenção disponíveis no concelho, descrever brevemente os procedimentos que cada entidade adota nas operações referidas e propor áreas de atuação para as equipas.

Face a uma situação de incêndio é fundamental garantir, em primeiro lugar, a segurança das pessoas e bens, proteger os povoamentos florestais e reduzir a área ardida em incêndios florestais.

Integram a Comissão Municipal de Defesa da Floresta:

• O Presidente da Câmara Municipal ou seu representante ( Vereador com competência delegadas e subdelegadas no âmbito da Protecção Civil) que preside; 
• Até cinco representantes das freguesias do concelho, a designar pela assembleia municipal; 
• Um representante do ICNF, I. P; 
• O coordenador municipal de Protecção Civil; 
• Um representante da GNR; 
• Um representante da PSP; 
• Um representante das organizações de produtores florestais; 
• Um representante da IP, S. A. (Rodovia); 
• Um representante do IMT, I. P.; 
• Um representante da REN; 
• Um representante da EDP;
• O Director do Departamento de Segurança e Emergência da Câmara Municipal de Sintra; 
• O Director do Departamento de Obras Municipais e Intervenção no Espaço Público da Câmara Municipal de Sintra; 
• O Coordenador do Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal de Sintra; 
• Um representante da IP, S. A. (Concessões); 
• Um representante da IP, S. A. (REFER); 
• Um representante da Ascendi; 
• Dois representantes da Sociedade Parques de Sintra Monte da Lua SA; 
• Um representante da Associação de Proprietários de Quintas da Serra de Sintra; 
• Um representante das Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários a designar pelo Secretariado; 
• Um representante do Comando das Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários a designar pelo Secretariado.

Regimento da Comissão Municipal de Defesa da Floresta (aprovado na reunião de 12 de Março de 2018).