Notícias

Calçada da Pena com trânsito condicionado a partir de 9 de dezembro

A partir de 9 de dezembro, segunda-feira, o trânsito automóvel na Calçada da Pena passa a estar condicionado.

A decisão da autarquia de Sintra resulta, principalmente, da impossibilidade de garantir a circulação de meios de socorro e a segurança da circulação automóvel e pedonal nas estradas de acesso aos pontos de interesse na Serra de Sintra.

O condicionamento do acesso à Calçada da Pena, permite a circulação apenas a viaturas autorizadas.

Passará a existir um sentido único de circulação (exceto viaturas autorizadas), na Estrada dos Capuchos, sentido poente-nascente, desde o entroncamento desta com a Estrada da Pena/Calçada da Pena até ao Chalet da Condessa d’Edla.

Será criada uma zona de inversão de marcha junto ao Chalet da Condessa d’Edla, para quem acede desde poente, no largo existente, sendo necessária a intervenção ao nível da regularização e pavimentação do local.

Será colocada sinalização na Estrada dos Capuchos, no sentido poente-nascente, informando que a mesma passará a ser uma via sem saída, bem como indicar a possibilidade de realização da inversão do sentido de marcha.

Pode consultar o mapa Aqui.

Consulte o Folheto informativo.

Calçada da Pena com trânsito condicionado

A Câmara Municipal de Sintra aprovou esta terça-feira, em reunião do executivo, o condicionamento do trânsito automóvel na Calçada da Pena, medida que será implementada ainda em dezembro.

A decisão da autarquia de Sintra resulta, principalmente, da impossibilidade de garantir a circulação de meios de socorro e a segurança da circulação automóvel e pedonal nas estradas de acesso aos pontos de interesse na Serra de Sintra.

Este condicionamento do acesso à Calçada da Pena, permite a circulação apenas a viaturas autorizadas. Vão poder apenas circular viaturas de residentes, viaturas que apresentem o Cartão de Estacionamento de Modelo Comunitário para Pessoas com Deficiência - desde que a pessoa com deficiência seja um dos ocupantes-, viaturas de transporte público de passageiros, táxis, viaturas afetas ao transporte individual e remunerado de passageiros em veículos descaracterizados a partir de plataforma eletrónica (TVDE), transportes turísticos com licença RNAAT, viaturas afetas à Câmara Municipal de Sintra, SMAS de Sintra, Parque Natural Sintra-Cascais e Parques Monte da Lua, viaturas afetas a operações de manutenção de iluminação e telecomunicações e, obviamente, viaturas das forças de segurança e de emergência.

Os veículos impossibilitados de aceder à Calçada da Pena, poderão utilizar gratuitamente o parque de estacionamento periférico na Cavaleira, que conta com mais de 1500 lugares de estacionamento. A partir desse local os interessados terão acesso a transfers, a preços reduzidos, para os monumentos.

Vão ser criados também locais adequados para a tomada e largada de passageiros, de modo a que os veículos não o façam em plena via, impedindo a normal circulação dos restantes veículos.

Passará a existir um sentido único de circulação (excetos viaturas autorizadas), na Estrada dos Capuchos, sentido poente-nascente, desde o entroncamento desta com a Estrada da Pena/Calçada da Pena até ao Chalet da Condessa d’Edla.

Será criada uma zona de inversão de marcha junto ao Chalet da Condessa d’Edla, para quem acede desde poente, no largo existente, sendo necessária a intervenção ao nível da regularização e pavimentação do local.

Será colocada sinalização na Estrada dos Capuchos, no sentido poente-nascente, informando que a mesma passará a ser uma via sem saída, bem como indicar a possibilidade de realização da inversão do sentido de marcha.

A Vila de Sintra é atualmente um dos locais mais visitados do País, em particular a sua Serra e os monumentos aí existentes, como o Palácio da Pena, Castelo dos Mouros, Chalet da Condessa D’Edla e Convento dos Capuchos, património cuja preservação merece especial cuidado.  

A autarquia sublinha que a Vila é, desde 1995, Património Mundial da UNESCO, na categoria de Paisagem Cultural, sendo que Sintra foi o primeiro sítio Europeu inscrito, pela UNESCO, como Paisagem Cultural, sendo assim desígnio de todos, em especial daqueles que tem responsabilidades sobre o território de Sintra, a salvaguarda deste património.

Aviso Laranja para agitação marítima

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera – IPMA, colocou Lisboa em aviso LARANJA para agitação marítima, prevendo a existência de ondas de noroeste com 5 metros, podendo atingir os 10 metros de altura máxima, entre as 21h00 de dia 22 de novembro, e as 03h00 de dia 23 de novembro.

Devem ser tomadas as medidas de prevenção e proteção seguintes:

- Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas;

- Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos na orla marítima;

- Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Para mais informações e auxílio em situações de emergência contactar o Serviço Municipal de Proteção Civil de Sintra através do número de telefone 800 21 11 13.

 

 

 

Aviso amarelo para precipitação

De acordo com a previsão do IPMA - Instituto Português do Mar e da Atmosfera, Lisboa encontra-se com aviso amarelo devido a períodos de chuva ou aguaceiros acompanhados de trovoada, durante a noite de hoje, até às 06h00 de dia 20 de novembro.

Para mais informações e auxílio em situações de emergência contactar o Serviço Municipal de Proteção Civil de Sintra através do número de telefone 800 21 11 13.

Aviso laranja para agitação marítima – Atualização

| ATUALIZAÇÃO 13.11.2019 |

O distrito de Lisboa vai estar sob aviso laranja devido à agitação marítima entre as 06h00 de quinta-feira, dia 14 de novembro, e as 03h00 de sexta-feira, dia 15 de novembro, devido a agitação marítima, prevendo-se ondas de noroeste com 5 a 7 metros e ondas máximas que podem atingir os 14 metros.

Segundo o IPMA – Instituto Português do Mar e da Atmosfera, mantém-se o aviso amarelo para vento forte de noroeste com rajadas até 80 km/h entre 06h00 e as 21h00 de quinta-feira, dia 14 de novembro.

Devem ser tomadas as medidas de prevenção e proteção seguintes:

- Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas;

- Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos na orla marítima;

- Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Para mais informações e auxílio em situações de emergência contactar o Serviço Municipal de Proteção Civil de Sintra através do número de telefone 800 21 11 13.

Mantém-se o alerta amarelo para agitação marítima

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera – IPMA, colocou Lisboa em aviso amarelo para agitação marítima, com previsão de ondas de noroeste com 4 a 4,5 metros, entre as 15h00, de dia 12 de novembro, e as 18h00 de dia 13 de novembro.

Devem ser tomadas as medidas de prevenção e proteção seguintes:

- Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas;

- Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos na orla marítima;

- Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Para mais informações e auxílio em situações de emergência contactar o Serviço Municipal de Proteção Civil de Sintra através do número de telefone 800 21 11 13.




Câmara de Sintra associa-se ao exercício nacional "A Terra Treme" 2019

A Câmara Municipal de Sintra vai associar-se, mais uma vez, à Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) na promoção de um exercício público de âmbito nacional de sensibilização para o risco sísmico, designado “A Terra Treme”, que visa contribuir e envolver todos na procura de uma sociedade mais segura e resiliente às catástrofes.

Este ano, a 7.ª edição realiza-se a 15 de novembro, às 11h15.

O objetivo deste Exercício, durante o qual se exercitam os “3 gestos que salvam” – BAIXAR, PROTEGER e AGUARDAR – é capacitar os cidadãos de competências para agir em caso de sismo. Para tal, é imperioso que sejam conhecidas por todos as medidas preventivas e os comportamentos de autoproteção a adotar ANTES, DURANTE e DEPOIS de um sismo.

Além das Escolas, cuja adesão à iniciativa tem sido enorme ao longo das sucessivas edições, a ANEPC tem, ano após ano, alargado a toda a sociedade a reflexão sobre a temática do risco sísmico e procurado envolver um número crescente de participantes neste Exercício.

Este Exercício é um ato de cidadania. Um compromisso cívico que exige a todos um empenhamento ativo na prossecução da sua própria proteção e segurança e a de todos os que nos rodeiam. Deste modo, consideramos estratégico que as organizações – públicas, privadas e associativas – também se comprometam neste desiderato coletivo, envolvendo os seus trabalhadores e colaboradores no processo de incremento do seu grau de prontidão e reação a Sismos.

Consulte aqui toda a informação sobre o exercício "A Terra Treme".

Aviso amarelo em Lisboa para agitação marítima - Atualização

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera – IPMA, colocou Lisboa em aviso amarelo para agitação marítima, com previsão de:

  • Ondas de noroeste com 4 a 4,5 metros entre as 00h00 e as 18h00 de dia 8 de novembro.
Devem ser tomadas as medidas de prevenção e proteção seguintes:

- Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas;

- Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos na orla marítima;

- Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Para mais informações e auxílio em situações de emergência contactar o Serviço Municipal de Proteção Civil de Sintra através do número de telefone 800 21 11 13.

Image

Largo Dr. Virgílio Horta 
2714-501 Sintra

Telefone: 219 238 500
Fax: 219 238 657

Contactos úteis

Polícia Municipal
Tel.: 219 107 210 / 219 107 220

Bombeiros Voluntários do Concelho de Sintra
CLIQUE AQUI

Guarda Nacional Republicana
Tel.: 217 653 240

Polícia de Segurança Pública
Tel.: 219 198 630
Image